terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Esquerdistas são mais rudes, pão-duros e mais desonestos que conservadores

Peter Schweizer, um pesquisador da Hoover Institution, publicou um novo livro que certamente vai deixar os esquerdinhas enfezados ainda mais enfezadinhos. No livro Makers and Takers, Schweizer nos informa o porquê dos conservadores trabalharem mais, serem mais contentes, terem famílias mais unidas, usarem menos drogas, doarem mais generosamente, valorizarem mais a honestidade e serem menos materialistas do que os esquerdistas nos Estados Unidos.

Dados de seu website:

* 71% dos conservadores dizem que temos uma obrigação em cuidar de um esposo ou dos pais com problema de saúde sério contra menos da metade (46%) dos esquerdistas .
* Conservadores têm uma ética de trabalho e são muito menos inclinados a faltar ao emprego alegando doença do que os da esquerda.
* Esquerdistas são 2 vezes mais propensos a ficarem ressentidos com o sucesso alheio e 50% mais propensos a terem inveja da boa sorte dos outros.
* Esquerdistas são 2 vezes mais propensos a afirmarem que é aceitável trapacear o governo para obter benefícios da previdência social sem merecer.
* Conservadores são mais propensos do que os esquerdistas a abraçarem suas crianças e "significativamente mais propensos" a exibirem emoções positivas e estimulantes à criança.
* Esquerdistas confiam menos em membros da própria família e bem menos propensos a manterem contato com seus pais.
* Você obtém satisfação em colocar a felicidade alheia na frente da sua própria felicidade? 55% dos conservadores disseram sim, contra 20% dos esquerdistas.
* Rush Limbaugh, Ronald Reagan, Bill O’Reilly e Dick Cheney doaram maiores quantias de dinheiro para pessoas em necessidade enquanto que Ted Kennedy, Nancy Pelosi, Michael Moore, e Al Gore não doaram.
* Os que são "muito esquerdistas" são 3 vezes mais propensos que os conservadores a atirar objetos quando se irritam.

A esquerda americana se orgulha em ser superior aos conservadores: mais generosos, menos materialistas, mais tolerantes, mais intelectuais e menos egoístas. Durante anos os estudiosos têm construído - e a mídia tem propagandeado - teorias elaboradas projetadas para demonstrar como os conservadores sofrem de uma série de defeitos de personalidade e falhas de caráter.

De acordo com esses estudos supostamente imparciais, os conservadores têm más intenções, cobiça, egoísmo e descontentamento com tendências autoritárias. Longe de ser uma crença de uns poucos excêntricos, esquerdistas proeminentes desde John Kenneth Galbraith a Hillary Clinton têm sucumbido à esses preconceitos. Mas o que os fatos mostram?

Peter Schweizer escavou fundo - em documentos de impostos, dados de estudos acadêmicos, pesquisas de opinião primárias e registros privados - e tem descoberto que essas alegações são um mito. De fato, ele demonstra que muitas dessas alegações na realidade se aplicam mais aos liberais do que aos conservadores. Da mesma forma que ele fez em seu bem sucedido livro "Do as I say (Not as I do)", ele traz à luz fatos nunca antes revelados que desafiam o consenso convencional.

Conservadores como Ronald Reagan e Robert Bork têm debatido há muito tempo que as políticas esquerdistas promovem decadência social. Schweizer, usando os dados e pesquisas mais recentess, expõe como, em geral:

* Esquerdistas são mais egocêntricos que conservadores.
* Conservadores são mais generosos e caridosos que esquerdistas.
* Esquerdistas são mais invejosos e trabalham com menos empenho que os conservadores.
* Conservadores valorizam a verdade mais do que os esquerdistas, e são menos propensos a mentirem e trapacearem.
* Esquerdistas são mais irritadiços que conservadores.
* Conservadores são na realidade mais informados e melhor educados que os esquerdistas.
* Esquerdistas são mais descontentes e infelizes que os conservadores.

Schweizer argumenta que o fracasso reside nas idéias esquerdistas modernas, que promovem uma postura egocêntrica de "vou fazer isso pra me sentir bem" que leva os esquerdistas a transferirem suas responsabilidades para o governo e focalizarem em si mesmos e seus próprios desejos.
- Condensado da resenha de Warner Todd Huston

Outro livro similar é "Who really Cares", de Arthur Brooks, que também demonstra como os conservadores são, estatisticamente, muito mais generosos com seus recursos pessoais do que os esquerdistas, e a principal razão é a maior religiosidade entre os conservadores.

***

Matthew Sheffield, em seu artigo recente, fez um levantamento do uso de 7 palavrões mais comuns na língua inglêsa em blogs e sites conservadores e blogs e sites esquerdistas e os resultados demonstraram que esquerdistas tendem a usar palavrões muito mais do que conservadores.

Ele fez uma busca no Google pelos palavrões nos 10 sites conservadores mais populares e encontrou 70 mil ocorrências. A mesma busca nos 10 sites esquerdistas mais populares resultou em 1.9 milhões de ocorrências.

Como os 10 sites esquerdistas mais populares têm mais páginas (13 milhões) do que os 10 sites conservadores mais populares (6 milhões), ele dividiu o número de ocorrências de palavrões pelo número de páginas dos sites onde eles aparecem e multiplicou por 100, obtendo um quociente de palavrões.

Os 10 sites esquerdistas (Daily Kos, Huffington Post, Democratic Underground, Talking Points Memo, Crooks and Liars, Think Progress, Atrios, Greenwald, MyDD e FiredogLake) têm um quociente de 14.6.

Os 10 sites conservadores (Free Republic, Hot Air, Little Green Footballs, Townhall, NewsBusters, Lucianne.com, Wizbang, Ace of Spades, Red State and Volokh Conspiracy) têm um quociente de 1.17.

A disparidade é imensa. Os esquerdistas são mais de 12 vezes mais propensos a usar palavrões que os conservadores.

Yasser Arafat se converteu ao Cristianismo antes de morrer

Taysir Saada, autor de "Once An Arafat Man: The True Story of How a PLO Sniper Found a New Life.", foi um franco-atirador do grupo terrorista Fatah que tinha como hábito atirar granadas onde moravam Cristãos.

Saada afirma que ele falou de Jesus Cristo para Arafat meses antes dele morrer e seu pastor e amigo teve a oportunidade de visitar Arafat, que orou a "oração do pecador", se convertendo ao Cristianismo.

É o noticia a coluna de Joseph Farah "Arafat sniper now works for Jesus"

A conversão de Taysir Saada é relatada no artigo "Love replaces hatred". Recém-Cristão, Taysir teve a bênção de poder pedir e receber o perdão de um soldado israelense, Moran Rosenblit, que havia se convertido meses depois de sua unidade ter sido demolida por um ataque suicida.

sábado, 20 de dezembro de 2008

Texto aos preguiçosos

Dar conselho aos ociosos é tão inútil quanto despejar água em uma peneira; do mesmo modo, tentar aperfeiçoá-los é como tentar engordar um galgo. O Antigo Testamento já nos dizia para amassar nosso pão com água, se amassarmos uma ou duas cascas duras nesses charcos estagnados sempre nos restará ainda um consolo: se as pessoas preguiçosas não se tornam melhores quando semeamos bom senso, não tornamos piores por tentar adverti-las e não colhermos nada. Repreender preguiçosos é como ter um pedaço duro de solo para arar em que, com certeza, a colheita será menos farta. Mas se apenas a terra boa tivesse de ser cultivada, os lavradores poderiam se afastar do trabalho, e nós só teríamos de pôr o arado no sulco.


Homens preguiçosos são muito comuns e crescem sem que seja necessário cultivá-los, mas a quantidade de sagacidade que existe em muitos deles seria insuficiente para pagar a aração: não é necessário nada para provar isso além do nome e do caráter deles, se não são tolos, são preguiçosos, e conforme diz Salomão: “O preguiçoso considera-se mais sábio do que sete homens que respondem com bom senso”, já aos olhos de todos os outros, sua tolice é tão clara como o sol no céu. Se os ataco duramente, ao falar com eles, é porque sei que podem agüentar, pois se eles estivessem caídos no chão do celeiro, eu precisaria surrá-los muito antes de conseguir tirá-los da palha, e nem mesmo a debulhadora a vapor conseguiria fazer isso. Ela os mataria antes de conseguir levantá-los da palha, pois a preguiça está nos ossos de algumas pessoas e mostra-se em sua carne ociosa, faça você o que fizer com elas. Bem, por isso, antes de tudo me parece que pessoas preguiçosas deveriam obrigatoriamente ter um grande espelho pendurado onde fossem obrigadas a se ver, com certeza, no final, se os olhos delas forem como os meus, não suportariam olhar para si mesmas pormuito tempo ou com freqüência.


A visão mais horrível do mundo é a de um desses vadios autênticos que dificilmente seguraria sua vasilha de comida se chovesse mingau de aveia e, com certeza, jamais seguraria um pote em que coubesse mais comida do que a necessária para si mesmo. Talvez, se a chuva fosse de cerveja, ele conseguisse despertar um pouco, mas acabaria de encher o copo depois. Provérbios descreve esse homem: “O preguiçoso põe a mão no prato, e não se dá ao trabalho de levá-la à boca”. Acho que esse tipo de homem deveria ser tratado como os zangões que as abelhas expulsam das colméias. Todo homem deve ter paciência e piedade pela pobreza, mas para a preguiça seria melhor um chicote comprido ou uma volta pela roda do moinho. Esse poderia ser um purgante
saudável para todos os preguiçosos. Mas seria muito difícil para alguns deles conseguir sua dose completa de medicamento, pois eles nasceram ricos, mas a riqueza não faz nada sozinha, ela precisa que alguém lhe empreste a mão. Como diz o velho ditado: “O preguiçoso é como o cão que encosta a cabeça na parede para latir” ou como as ovelhas preguiçosas para quem é muito trabalhoso carregar a própria lã. Seria muito útil se pudessem se ver, mas talvez fosse muito trabalho abrirem os olhos, mesmo que segurassem os óculos para eles.

Tudo no mundo tem alguma utilidade, mas o doutor em teologia, o filósofo ou a coruja sábia, em seu campanário, quebrariam a cabeça para descrever a utilidade da preguiça, ela me parece ser um vento mau que não sopra nada de bom para ninguém, um tipo de lodo onde as enguias não se reproduzem, um fosso sujo que não consegue alimentar nem mesmo um sapo. Peneire um preguiçoso, grão a grão, e não encontra nada de bom. Tenho ouvido pessoas dizerem que é melhor não fazer nada que promover a desordem, mas não estou bem certo disso, essas palavras brilham, mas não acredito que sejam ouro. É uma preguiça maléfica apesar da pitada de louvor; digo que a preguiça é má, e é de todo má. Por sorte, um homem que promove desordem é um pardal apanhando milho, mas um homem preguiçoso é um pardal sentado em um ninho cheio de ovos, que se transformarão em pardais e, em breve, causarão um monte de feridas. Não é necessário que me digam, tenho certeza – a erva daninha mais ordinária da terra não cresce na mente daqueles que estão ocupados com maldades, mas nas inquietações impuras criadas pela imaginação dos homens preguiçosos em que o mal se esconde sem ser visto, como a velha serpente, que ele realmente é.

Não gosto que os nossos jovens se envolvam em desordem, eu preferiria vê-los com lodo até o pescoço que saracoteando por aí semnada para fazer. Se hoje o mal de não fazer nada parece menor, amanhã, vocês descobrirão que ele é maior; o diabo põe carvão no fogo, e, assim, o fogo não arde, mas em função disso será um fogo muitomaior no final. Preguiçosos, vocês têm de ser seus próprios trombeteiros, pois mais ninguém pode achar algo de bom em vocês para louvar. Eu gostaria de ver você através de um telescópio, pois certamente isso implicaria que você estaria muito distante; entretanto, nem mesmo os maiores óculos da igreja conseguiriam ver algo de valor em você. A respeito das toupeiras, dos ratos e das doninhas ainda há algo para se falar, mesmo que a visão deles pregados em nosso velho celeiro seja bonita; quanto a vocês, só serão úteis na sepultura ao ajudarem a aumentar o cemitério, mas eu não posso entoar uma canção em seu favor melhor que este verso, conforme disse o sacristão da igreja, pecado da minha própria composição:

Um preguiçoso desajeitado, bom para nada, Pecaminoso por dentro e esfarrapado por fora Quem se importa em tê-lo por perto?
Expulsem-no! Expulsem-no!


“Como o vinagre para os dentes, e a fumaça para os olhos”, assimé o preguiçoso para o homem que sua para ganhar a vida honestamente, enquanto esses indivíduos deixam o mato crescer até os tornozelos e, como diz a Bíblia, atravancam a terra.

O homem que perde seu tempo e sua força com a indolência se oferece como alvo para o diabo, que é um atirador extraordinariamente bom e perfurará o preguiçoso com seus tiros; em outras palavras, o homem preguiçoso atenta o diabo a tentá-los. Aquele que joga quando deveria trabalhar enfeitiça um espírito do mal para ser seu parceiro; e aquele que nem trabalha nem joga é uma oficina à disposição de Satanás. Se o diabo capturasse um homem preguiçoso, ele o poria para trabalhar, faria com que ele encontrasse ferramentase, depois de muito tempo, pagaria um salário a ele. Não é daí que vem a embriaguez que enchem nossas cidades e vilas de miséria? A preguiça é a chave para a penúria e a raiz de todo o mal. O homemque não tem estômago para trabalhar tem dois para comer e beber.

Nas horas de preguiça, aquele pequeno buraco logo abaixo do nariz engole o dinheiro que colocaria agasalhos nos ombros das crianças e pão na mesa dos casebres. A palavra de Deus afirma: “Os bêbados e os glutões se empobrecerão”, e o versículo mostra a ligação entre eles ao
concluir: “E a sonolência os vestirá de trapos”.Sei disso do mesmo modo que sei que o musgo cresce nos telhados velhos e que o hábito de se embriagar brota das horas de preguiça. Eu aprecio o lazer quando posso usufruir dele, mas isso é completamente diferente; uma coisa é pau, a outra é pedra.


Gente preguiçosa não sabe o que é lazer; está sempre com pressa e bagunçado, pois como negligencia o trabalho no momento certo sempre tem muito o que fazer. Ficar na indolência, hora após hora, sem fazer nada é o mesmo que fazer buracos na cerca para deixar os porcos passarem, e eles passarão – não se engane, pois os buracos que farão ninguém vê, exceto aqueles que cuidam do jardim. O próprio Senhor Jesus nos disse que enquanto os homens dormem, o inimigo semeia a praga; isso está muito certo, pois o mal entra no coração muito mais freqüentemente pela porta da preguiça que por
qualquer outra. Nosso velho pastor costumava dizer: “Um preguiçoso é a melhor matéria prima para o diabo, ele pode criar qualquer coisa desde um ladrão até um assassino”. Não sou o único a condenar os preguiçosos, certa vez, eu ia entregar ao nosso pastor a longa lista dos pecados de uma das pessoas a respeito de quem ele havia me questionado, eu comecei dizendo: “Ela é terrivelmente preguiçosa”. No mesmo momento, ele disse: “É o suficiente; todos os tipos de pecados estão nesse, ele é o sinal para conhecer um pecador cheio de pecados”.

Meu conselho para os jovens é: “Saiam do caminho da preguiça, pois vocês podem pegar essa doença e nunca se livrar dela”. Tenho sempre medo de que eles aprendam o caminho da preguiça e fico muito atento para perceber qualquer coisa desse tipo logo no início; pois como vocês sabem, é melhor matar o leão enquanto é filhote.

Certamente, nossos filhos carregam nossa natureza negativa neles, por isso podemos vê-la crescendo como erva daninha em um jardim. Quem consegue tirar ao limpo do que não é limpo? O ganso selvagem não choca o ovo quebrado. Nossos garotos saem para a vida apenas com seus aspectos negativos, a não ser que, desde o início, tornemos nosso lar um local tranqüilo e bastante atraente para eles e os treinemos a odiar a companhia dos indolentes. Não os deixe ir ao bar “Rosa e a Coroa”, faça-os, enquanto são jovens, aprender a ganhar uma coroa e cultivar as rosas no jardim de seus pais. Criem os jovens como abelhas, e eles não serão zangões, vadios.

Atualmente, há muito a se dizer em relação a mestres e mestras incompetentes. Ouso dizer que há algo de bom nisso, pois, há incompetentes de todos os tipos hoje, como sempre houve. Em outra ocasião, se me permitirem, darei uma palavra sobre o assunto; mas tenho certeza de que há muito espaço para censura, mesmo entre as pessoas trabalhadoras, especialmente em relação à preguiça. Vocês sabem que somos obrigados a arar com o gado que temos à disposição; mas quando tenho de trabalhar com certos homens, preferiria dirigir uma equipe de lesmas ou ir à caça de coelhos com um furão morto. Porque de imediato seria mais fácil tirar leite de pedra ou suco de cortiça do que conseguir resultados com alguns deles; mesmo porque
eles estão sempre falando dos seus direitos. Eu gostaria que eles examinassem os próprios erros, em vez de se encostarem às alças do arado. Afinal, preguiçosos e dorminhocos não são trabalhadores, não passam de porcos, bois ou cardos em macieiras. Nenhum deles faz parte do grupo de caçadores que se veste com paletós vermelhos, e nenhum deles é trabalhador ou se denomina assim. Às vezes, eu gostaria de saber porque alguns de nossos empregadores mantêm afinal tantos gatos que não caçam ratos. Seria mais fácil eu deixar minhas moedas caírem em um poço que pagar para pessoas que apenas fingem trabalhar. Vê-las todos os dias se arrastando sobre uma folha de repolho, é algo que apenas nos irrita e faz nossa carne
ferver. Viva e deixe viver, digo eu, mas não inclua os preguiçosos nessa licença. “Não dê comida aos que não trabalham”. Talvez seja o momento adequado para dizer que algumas pessoas
das classes mais altas, como são chamados, dão um exemplo vergonhoso em relação a isso, alguns abastados são quase tão preguiçosos quanto ricos, e, muitas vezes, até mais. As ratazanas dormempor tanto tempo e tão ruidosamente quanto os ratinhos. A maioria dos párocos compra ou encomenda um sermão para evitar o trabalho de pensar. Isso não é uma preguiça abominável? Eles zombam dos que fazem discursos afetados, mas não ficam envergonhados ao ficar em pé para ler um sermão de outra pessoa como se fosse seu. Muitos de nossos fazendeiros não têm mais nada para fazer além de repartir o cabelo ao meio; e, em Londres, conforme me disseram, muitos dos nobres, tanto senhoras como cavalheiros, não têm ocupação melhor que matar o tempo. Atualmente, diz-se que quanto mais alto o salto, maior o tombo; da mesma forma, quanto mais importante é a pessoa, mais sua preguiça chama atenção, e mais ela deve se envergonhar dela.

Não digo que elas têm obrigação de arar, mas que têm o dever de fazer alguma coisa em relação à situação, além de serem como as lagartas no repolho que comem a melhor parte; ou como as borboletas que se exibem, mas não produzem mel. Não posso me irritar com essas pessoas por qualquer coisa, pois sinto pena delas, quando penso nas regras de moda estúpidas que são obrigadas a obedecer, e na vaidade com que prolongam seus dias. Eu preferiria antes vergar minhas costas com o trabalho pesado do que ser um rapaz elegante com nada para fazer além de me olhar no espelho e ver em mim mesmo um sujeito que nunca pôs uma simples batata no pote da nação, mas apenas tirou muitas. Antes despencar das montanhas de Surrey, esgotado como a velha égua marrom de meu mestre, que comer pão e queijo sem ter trabalhado para isso; é melhor ter uma morte honrosa que levar uma vida imprestável. Seria melhor entrar em meu caixão que ser um morto vivo, um homem cuja vida é uma folha em branco.

De qualquer modo, não é fácil que os preguiçosos passem impunes por todos seus esquemas porque, no fim, sempre carregam a maior parte das penas. Elas não consertam o telhado, portanto têm de construir uma nova cabana; não põem o cavalo na carroça, por isso, terão elas mesmas de puxar a carroça. Se fossem espertas, executariam bem seu trabalho, a fim de não fazê-lo duas vezes, e se esforçariam trabalhar bem enquanto estão na lida para tirar a pendência da frente. Meu conselho é: se você não gosta de trabalho pesado, comece a trabalhar com garra, execute-o e goze seu tempo de descanso.

Eu gostaria que todas as pessoas religiosas pensassem a respeito desse assunto, pois alguns professores são surpreendentemente preguiçosos e, com isso, fornecem um material lamentável para a língua dos ímpios.

Penso que um lavrador religioso deve ser o melhor homem no campo, e não deve permitir que nenhum grupo o derrote. Quando estamos trabalhando, temos o dever de estar com a atenção no trabalho e não podemos parar para conversar, mesmo que a conversa seja sobre religião. Do contrário, não apenas roubamos de nosso empregador o nosso próprio tempo, como também o tempo dos cavalos. Eu costumo ouvir pessoas dizerem: “Nunca pare o arado para matar um rato”, da mesma forma, é uma tolice parar para bater papo; além disso, um homem que desperdiça o tempo,quando o patrão está ausente é um bajulador, o que considero o oposto de ser cristão. Se alguns dos membros de nossa congregação fossem um pouco mais ágeis com os braços e as pernas quando trabalham e um pouco menos ativos com as línguas, falariam mais
sobre religião do que falam agora. O povo diz que o maior enganador é o mais devoto, eu fico constrangido em afirmar que um dos maiores preguiçosos que conheço é um homem que se declara abertamente um falante.

Seu jardim está tão coberto de ervas daninhas que por pouco não tomo a iniciativa de capiná-lo para ele. Se ele fosse mais jovem, conversaria com ele a respeito disso para livrar nosso grupo da vergonha que ele acarreta sobre nós e a fim de orientá-lo melhor, mas quem pode ser professor de uma criança de sessenta anos? Ele é um espinho constante para o nosso amável pastor, que anda muito aflito com isso e diz muitas vezes que tem vontade de ir para outro lugar porque não consegue lidar com essa conduta; mas eu digo-lhe que em qualquer lugar que viva sempre encontrará um arbusto espinhoso perto de sua porta, e será uma benção se não encontrar dois.

Contudo, eu gostaria que todos os cristãos fossem diligentes, pois a religião jamais teve por desígnio que nos tornássemos preguiçosos. Jesus foi um grande trabalhador e seus discípulos não tinham medo de trabalhar duro.


Da mesma forma, tem muito disso no servir ao Senhor com o coração frio e a alma preguiçosa, além de fazer a religião definhar. Os homens cavalgam quando caçam para ganhar algo, mas são lerdos quando estão a caminho do céu. Os pregadores continuam a vacilar e a falar de forma monótona, em uma verdadeira lengalenga, e o povo começa a bocejar, cruzar os braços e a dizer que, por isso, Deus está recusando a bênção.

Todo preguiçoso maldiz sua sorte quando se vê incluído no grupo dos esfarrapados; e algumas igrejas aprenderam esse mesmo artifício pernicioso. Eu acredito que quando Paulo planta, e Apolo rega, Deus faz crescer, e não tenho paciência com os que põem a culpa em Deus, quando eles são os culpados.

Agora esgotei todos os meus recursos. Receio ter falado em vão, mas fiz o melhor que pude, nem um rei poderia fazer mais. Uma formiga nunca produzirá mel se não trabalhar com o coração, e eu jamais exporei meus pensamentos de forma tão bela como alguns escrevem um livro de sucesso; mas a verdade é a verdade mesmo vestida de chita e, assim, chego ao fim de toda essa história.

C. H. Spurgeon

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Seu fim pode ser seu começo.

Todas as vezes que o diabo disse a alguém: "É o fim", ali, na verdade, era o começo dos melhores dias, das maiores vitórias.

O diabo disse para José do Egito, na cisterna do deserto: "É o fim!”, e Deus disse: "É o começo, José, o governo do Egito te espera.”

O diabo disse para Moisés no deserto de Sim: "É o fim!”, e Deus disse: "É o começo, transformar-te-ei no libertador do meu povo.”

O diabo disse a Ester no tempo de escravidão: "É o fim!", e Deus disse: "É o começo, transformar-te-ei na rainha dos Medos e Persas.”

O diabo disse a Sadraque, Mesaque e Abede-Nego na fornalha: "É o fim!", e Deus disse: "É o começo, vocês serão grandes governadores da Babilônia!”

O diabo disse a Daniel na cova dos leões: "É o fim!", e Deus disse: "É o começo, sua história mudará o mundo.”

O diabo disse a Jonas, na barriga de um peixe: "É o fim!", e Deus disse: "É o começo, Nínive será salva através da tua pregação.”

O diabo disse a João, exilado na Ilha de Patmos: "É o fim!", e Deus disse: "É o começo, você escreverá a maior revelação de todos os tempos - o Apocalipse.”

O diabo disse a Jesus, morto na cruz: "É o fim!", e Deus disse: "É o começo, todo o poder no céu e na terra Eu entrego nas tuas mãos.”

Por isso se o diabo disser a você que "É o fim!" comece a dar glória a Deus e Aleluia, porque Deus está dizendo: "É apenas o começo.”

O diabo não tem poder de decretar o fim de nenhum filho de Deus. Para ser filho, basta crer e concretizar sua crença aceitando Jesus como único Senhor e Salvador de sua vida.

João 3:14 "E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna"

Romanos 10:9,10 e 11: "9.A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. 10.Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. 11.Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido.

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Domando a telinha!


Plim plim! Do início ao fim de cada dia, quantas pessoas não gastam uma boa parte do seu tempo ligadas neste som e conectadas às suas imagens? Sem fugir a esta realidade, às vezes eu paro para pensar no tamanho da influência que esse tempo passado na frente da TV vai ter na vida, principalmente dos jovens.

Se a gente parar para analisar, a programação diária, de ponta a ponta, por melhores que sejam alguns programas, a quantia de lixo mascarado que é jogada sobre a mente é grande demais. E a maior parte de nós, ligados nas emoções dos programas que assistimos, não damos bola para o impacto que estamos recebendo. Imagem/divulgaçãoNão esqueça: “uma imagem, vale mais do que mil palavras” principalmente para influenciar o subconsciente, o comportamento e em conseqüência a vida. Por isso, quero deixar para você refletir, e depois agir, nove motivos porque compensa domar a telinha, ou seja, ter critérios definidos e fortes para com os programas de televisão.

1. A TV estimula o isolamento e reduz a sociabilidade; inibe a criatividade o envolvimento e a curiosidade.
2. A TV limita o crescimento da capacidade cerebral, pois a maioria dos programas não exigem participação ativa do telespectador.
3. A TV apresenta programas que criam falsas idéias, alienando a pessoa da realidade.
4. A TV expõe excessivamente o telespectador à violência e à pornografia.
5. A TV rouba o envolvimento com leituras, estudo, esportes, e outras formas de lazer,pois prende a pessoa por horas a fio.
6. A TV ocasiona a fadiga ocular.
7. A TV produz programas com mensagens dúbias, que a personalidade tem dificuldade de discriminar e selecionar.
8. A TV induz a comportamentos inadequados que se tornam aceitos, pelas circunstâncias como são apresentadas.
9. A TV é um grande estímulo à moda, aos vícios e ao consumismo.

Diante dessa situação, é hora de parar para pensar, e tomar algumas atitudes. A primeira delas é a de domar, e não ser domado pela telinha. Ao invés de se assentar na frente da TV e deixar o tempo passar, você precisa começar a escolher os programas que valem a pena ser assistidos, assisti-los com senso crítico, e o melhor, começar a ocupar o seu tempo vago com coisas mais construtivas.

Diante disso, o conselho de Paulo, cai muito bem. Ele diz, inspirado por Deus: “Quanto ao mais irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto…(veja as outras características) que isto ocupe o vosso pensamento.” (Filip. 4:8). Se você mudar para melhor o tipo de influência que age sobre seus pensamentos, todas as outras mudanças que você busca para sua vida se tornarão mais fáceis, porque a sua ligação com Deus vai ser desobstruída.

A escolha é sua! É difícil? Sem dúvida que sim, mas se você buscar o poder de Deus, Ele vai lhe ajudar a quebrar todas as barreiras, e o impossível vai se tornar real. Este é só um empurrãozinho, mas vá a luta, quem vai ganhar será você!



VINÍCIUS A. MIRANDA

10 motivos para abstinência sexual

1. A pureza ajuda a ter uma boa comunicação com sua/seu namorada/o

Quando um casal de namorados vive a abstinência sexual, sua comunicação é boa porque não se concentram somente no prazer, mas na alegria de compartilhar pontos de vista e experiências; além disso, suas conversas são mais profundas. Pelo contrário, a intimidade física é uma forma fácil de se relacionar, mas ofusca outras formas de comunicação. É um modo de evitar o trabalho que supõe a verdadeira intimidade emocional, como falar de temas pessoais e profundos, além de conhecer as diferenças básicas que existem entre ambos.

2. Cresce o lado amistoso do relacionamento

A proximidade física pode provocar que os jovens pensem que estão emocionalmente próximos, quando na verdade não estão. Um relacionamento romântico consiste essencialmente em cultivar uma amizade e não há amizade sem conversação e sem compartilhar interesses. A conversação pessoal cria laços de amizade e ajuda um a descobrir o outro, a conhecer seus defeitos e qualidades. Alguns jovens se deixam levar por paixões e, depois, quando se conhecem em profundidade, se desencantam. Muitas vezes, nem sequer chegam a se conhecer porque não foram amigos, somente namorados com direitos.

3. Existe um melhor relacionamento com os pais de ambas as famílias

Quando o homem e a mulher se respeitam mutuamente, amadurece o carinho e melhora a amizade com os pais de ambos. Geralmente, os pais de família preferem que seus filhos solteiros vivam a continência sexual e se sentem mal quando sabem que eles estão sexualmente ativos, sem estar casados. Quando um casal sabe que deve esconder suas relações sexuais, cresce a culpa e o estresse. Os jovens que vivem a pureza se relacionam mais cordialmente com os próprios pais e com os pais da namorada/o.

4. As relações sexuais têm o poder de unir duas pessoas com força e podem prolongar uma relação pouco sã, baseada na atração física ou na necessidade de segurança.

Uma pessoa pode se sentir “presa” em um relacionamento do qual gostaria de sair porque – no fundo – não o deseja, mas não sabe como fazer. Uma pessoa casta pode romper com maior facilidade o vínculo afetivo que o ata ao outro, pois não houve uma intimidade tão poderosa no aspecto físico.

5. Estimula a generosidade contra o egoísmo

As relações sexuais durante o namoro convidam ao egoísmo e à própria satisfação, inclinam a sentir-se em concorrência com outras pessoas que podem chamar a atenção da namorada/o. Estimulam a insegurança e o egoísmo porque o fato de começar a entrar em intimidade convida a pedir mais e mais.

6. Há menos risco de abuso físico ou verbal

O sexo, fora do casamento, pode se associar à violência e a outras formas de abuso. Por exemplo, há duas vezes mais ocorrência de agressão física entre casais que convivem sem compromisso, do que entre pessoas casadas. Há menos ciúmes e menos egoísmo nos casais de namorados que vivem a pureza do que naqueles que se deixam levar pelas paixões.

7. Aumenta o repertório de modos de demonstrar afeto

Os namorados que vivem a abstinência encontram detalhes “novos” para demonstrar afeto, e contam com iniciativas e idéias para passar bem e demonstrar mutuamente seu carinho. O namoro se fortalece e eles têm mais oportunidades de se conhecer no que diz respeito à personalidade, costumes e maneira de manter um relacionamento.

8. Existem mais possibilidades de triunfar no casamento

As pesquisas têm demonstrado que os casais que já viveram juntos têm mais possibilidades de se divorciar do que os que não fizeram esta experiência.

9. Se você decidir terminar o namoro, doerá menos.

Os laços criados pela atividade sexual, por natureza, vinculam fortemente. Então, se houver uma ruptura, será mais intensa a dor produzida pela separação, devido aos vínculos estabelecidos. Quando não tiverem relações íntimas e decidirem se separar, o processo será menos doloroso.

10. Você se sentirá melhor como pessoa

Os adolescentes sexualmente ativos freqüentemente perdem a auto-estima e admitem viver com culpas. Quando decidem deixar de lado a intimidade física e viver castamente, sentem-se como novos e crescem como pessoas. Além disso, melhoram seu potencial intelectual, artístico e social. Com o sexo não se deve jogar. Quando alguém lhe pressionar (“Só te peço sexo uma vez e não insistirei mais”), uma boa resposta seria: “Isso é justamente o que me preocupa. Prefiro me conservar para alguém que vai me querer toda a minha vida”.


VINÍCIUS A. MIRANDA

Ficou surda por beijo


XANGAI, China (AFP) - Um beijo ardente causou a perfuração do tímpano de uma jovem no sul da China, anunciou a imprensa nesta terça-feira, juntamente com explicações sobre como evitar um incidente semelhante.

A jovem, de 20 anos, da aldeia de Zhuhai, província de Guangdong, foi internada no hospital local, após ter perdido totalmente a audição do ouvido esquerdo, logo depois do beijo dado por seu namorado, relatou o jornal China Daily.

"O beijo exerceu uma forte tensão no tímpano e provocou a surdez", explicou o médico Li que cuidou da moça, estimando que estará curada em dois meses.

A imprensa passou a dispensar aos leitores conselhos em matéria de beijos, principalmente o Shanghai Daily, que recomendou uma certa delicadeza.

"Um beijo muito impetuoso pode provocar um desequilíbrio na pressão do ar no ouvido interno", advertiu o jornal num artigo intitulado "o beijo da morte".
(http://br.noticias.yahoo.com/s/afp/081209/mundo/china_ins__lita_sa__de)


Nota: Ao ler esta nota inusitada, não pude deixar de pensar que muitas vezes os jovens se tornam surdos quando arrebatados pela paixão. Os adultos e mesmo amigos mais “centrados” aconselham, dizem que é bom tomar decisões com sabedoria e oração, não agir por impulso, namorar a pessoa certa, que tenha princípios e seja respeitadora; que certos tipos de conduta são próprias de pessoas casadas e que, uma vez ultrapassados certos limites, as consequências (não estranhe a falta do trema; estou treinando a reforma ortográfica) são desagradáveis. E por aí vai. No caso da chinesa, a surdez poderá ser revertida. No caso de algumas pessoas obstinadas, também há tempo de voltar atrás e recomeçar. O problema é quando a pessoa tapa os ouvidos deliberadamente e escolhe a surdez voluntária. Aí, o jeito é aprender “quebrando a cara”. “Filho meu, ouve a instrução de teu pai, e não deixes o ensino de tua mãe” (Provérbios 1:8). “Ouve, filho meu, e aceita as minhas palavras, para que se multipliquem os anos da tua vida” (Provérbios 4:10). Michelson Borges.

Colunista de Veja defende ensino do criacionismo

Deu no Estadão: “Polêmicos nos Estados Unidos, onde são defendidos por movimentos religiosos como mais do que explicações baseadas na fé para a criação do mundo, o criacionismo e o design inteligente se espalham pelas escolas confessionais brasileiras – e não apenas no ensino religioso, mas nas aulas de ciências. Escolas tradicionais religiosas como Mackenzie, Colégio Batista e a rede de escolas adventistas do País adotam a atitude de não separar religião e ciência nas aulas, levando aos alunos a explicação cristã sobre a criação do mundo junto com os conceitos da teoria evolucionista. Algumas usam material próprio.

“Outros trabalham com livros didáticos da lista do Ministério da Educação e acrescentam material extra. ‘Temos dificuldade em ver fé dissociada de ciência, por isso na nossa entidade, que é confessional, tratamos do evolucionismo com os estudantes nas aulas de ciências, mas entendemos que é preciso também espaço para o contraditório, que é o criacionismo’, defende Cleverson Pereira de Almeida, diretor de ensino e desenvolvimento do Mackenzie. (...)

“No Colégio Batista, em Perdizes (SP), o entendimento é semelhante. ‘Ensinamos as duas correntes nas aulas e deixamos claro que os cientistas acreditam na evolução, mas para nós o correto é a explicação criacionista. O importante é que não deixamos o aluno alienado da realidade’, afirma Selma Guedes, diretora de capelaria da instituição.

“A polêmica está no fato de os colégios ensinarem o criacionismo e o design inteligente não como explicações religiosas, mas como correntes científicas que se contrapõem ao evolucionismo.” (...)

Comentário do Reinaldo de Azevedo, da Veja: Qual o problema? Segundo entendi, as escolas estão ensinando as duas coisas: afirmam a verdade científica e dizem qual é o entendimento que, como religiosos, têm da questão. Ou será que as escolas cristãs são obrigadas a negar a sua natureza? Estão querendo criar contradições inelutáveis onde elas não existem. Espero que as minhas filhas sejam informadas sobre essas duas verdades: a científica e a religiosa – sim, existe uma “verdade religiosa”, que está num domínio que não disputa espaço com a ciência. Como elas vão equacionar essas coisas, bem, aí é com elas, com a família, com as múltiplas influências a que estão expostas.

Resta evidente que as escolas não estão fazendo opções radicais, excludentes. Ademais, ainda que estivessem, as famílias têm o direito de escolher que educação querem dar a seus filhos, segundo sua história, sua religião, suas tradições. Ou, agora, vamos proibir as escolas judaicas, por exemplo, de expor a sua visão de mundo aos estudantes? É incrível como o preconceito anticristão vem sempre vazado numa perspectiva supostamente iluminista e de combate ao preconceito, quando, de fato, o que se tem é o contrário.

A teologia vigente nas escolas, religiosas ou não, que precisa ser combatida é outra: a vigarice esquerdopata, o marxismo de fancaria.

Nota (Mischelson Borges): Reinaldo de Azevedo é um colunista respeitável e talvez por isso Veja tenha permitido a publicação desse comentário num de seus blogs, o que não deixa de ser surpreendente, dada a linha editorial da semanal. Parabéns, Reinaldo, pela lucidez e alinhamento com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, segundo a qual os alunos devem criticar objetivamente as teorias científicas como constructos humanos de representação aproximada da realidade; e devem aprender que essas teorias estão sujeitas a revisões e até a descarte. Ainda segundo a LDB, O ensino médio tem entre suas finalidades habilitar o educando a ser capaz de continuar aprendendo, a ter autonomia intelectual e pensamento crítico.

Desrespeito à mãe de Jesus

A edição de dezembro da revista Playboy do México traz a modelo María Florencia Onori representada como Virgem Maria na capa da publicação. Ela posou coberta com uma manta branca em uma casa com vitrais, que lembra uma igreja. A foto vem acompanhada da chamada: “Te adoramos, María. Nesta edição, a modelo María Florencia Onori nos deixa apreciar sua beleza pungente.”

A imagem deve causar controvérsias no país, de maioria cristã. Segundo um censo realizado no México em 2007, 89% da população – cerca de 97 milhões de pessoas – se declaram católicas romanas.

No Brasil, a Playboy gerou polêmica ao realizar uma foto da atriz Carol Castro com um terço nas mãos na edição de agosto deste ano. Organizações religiosas do País pediram a retirada da revista das bancas. A Justiça proibiu que a imagem circule em outras edições da publicação.



Nota do blog Criacionismo: É inacreditável até onde chega a falta de respeito dos homens. A irreverência e o descaso para com as coisas de Deus. Muito embora Maria não deva ser venerada, deve ser respeitada como a mulher íntegra e santa que foi. Ser escolhida como a mãe de Jesus faz dela uma mulher especial.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

O caminho é simples...

1. DEUS TE AMA, E TEM UM PLANO MARAVILHOSO PARA A SUA VIDA.

O AMOR DE DEUS
"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigénito, para que todo o que nele cré não pereça, mas tenha a vida eterna"
(João 3:16).

Imagine você num presídio cheio de bandidos, de assassinos, ladrões estupradores..., e então você chega ao carcereiro e faz a seguinte proposta: -Te entrego a vida do meu único filho amado e bom para que você liberte a todos estes homens.
Mesmo que tente imaginar você não conseguirá porque você nunca será um pai tão bom quanto Deus que tendo um filho tão maravilhoso quanto Jesus, o entregou por amor a você. E Jesus, por amor ao Pai e a humanidade

O PLANO DE DEUS
Cristo afirma: "Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância" (uma vida plena e com propósito) (João 10:10).

Por que é que a maioria das pessoas não conhecem essa "vida em abundância"?





2. O HOMEM É PECADOR E ESTÁ SEPARADO DE DEUS; POR ISSO NÃO PODE CONHECER NEM EXPERIMENTAR O AMOR E O PLANO DE DEUS PARA A SUA VIDA.


O HOMEM É PECADOR
"Pois todos pecaram e separados estão da glória de Deus" (Romanos 3:23). O homem foi criado para ter um relacionamento perfeito com Deus, mas por causa da sua desobediência e rebelião, escolheu seguir o seu próprio caminho, e o relacionamento com Deus desfez-se. O pecado é um estado de indiferença do homem para com Deus.

O HOMEM ESTÁ SEPARADO
"Porque o salário do pecado é a morte" (separação espiritual de Deus) (Romanos 6:23).

[LAW 2 DIAGRAM]


Deus é santo e o homem é pecador. Um grande abismo separa-os. Mas o homem sente que lhe falta algo, tem um vazio e está continuamente a procurar alcançar Deus e a vida abundante, através dos seus próprios esforços: vida recta, boa moral, filosofia, etc.

A Terceira Lei oferece-nos a única resposta para o problema da separação...





3. JESUS CRISTO É A ÚNICA SALVAÇÃO DE DEUS PARA O PECADO DO HOMEM. POR MEIO DELE VOCÊ PODE CONHECER O AMOR E O PLANO DE DEUS PARA A SUA VIDA.


ELE MORREU EM NOSSO LUGAR
"Mas Deus prova o seu próprio amor para connosco, pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores" (Romanos 5:8).

ELE RESSUSCITOU DENTRE OS MORTOS
"Cristo morreu pelos nossos pecados... foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras."

(I Coríntios 15:3,4).


ELE É O ÚNICO CAMINHO
Respondeu-lhe Jesus: "Eu sou o caminho e a verdade, e a vida: ninguém vem ao Pai senão por mim" (João 14:6).

[LAW 3 DIAGRAM]


Deus ligou o abismo que nos separa dele, ao enviar o seu Filho, Jesus Cristo, para morrer na cruz em nosso lugar.

Não é suficiente conhecer estas três leis...



4. PRECISAMOS RECEBER JESUS CRISTO COMO SALVADOR E SENHOR, POR MEIO DE UM CONVITE PESSOAL. SÓ ENTÃO PODEREMOS CONHECER E EXPERIMENTAR O AMOR E O PLANO DE DEUS PARA A NOSSA VIDA.


PRECISAMOS RECEBER CRISTO
"Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; a saber; aos que crêem no seu nome" (João 1:12)

RECEBEMOS CRISTO PELA FÉ
"Porque pela graça sois salvos; mediante a fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não das obras, para que ninguém se glorie" (Efésios 2:8-9).

RECEBEMOS CRISTO POR MEIO DE UM CONVITE PESSOAL
Cristo afirma: "Eis que estou à porta, e bato: se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa" (Apocalipse 3:20)

Receber Cristo implica num desejo de mudança de vida, uma nova atitude para com Deus, é deixar de confiar em nossos próprios esforços, creando que Cristo, ao entrar em nossos vidas faz de nos aquilo que Ele quer que sejamos.

Estes dois círculos representam dois tipos de vida:

Qual dos dois círculos representa a sua vida?
Qual deles desejaria que representasse sua vida?

Eu gostaria de explicar-lhe como pode receber Cristo.




VOCÊ PODE RECEBER A CRISTO AGORA MESMO EM ORAÇÃO
(Orar é falar com Deus)

Deus conhece o seu coração e está mais interessado na atitude do seu coração do que nas suas palavras. A oração seguinte serve como exemplo:

"Senhor Jesus, eu preciso de ti. Abro a porta da minha vida e recebo-te como meu Salvador e Senhor. Toma conta da minha vida. Agradeço-te porque perdoas os meus pecados e aceitas-me como sou. Desejo estar dentro do teu propósito para minha vida".

Esta oração expressa o desejo do seu coração?
Se assim for, faça-a agora mesmo e Cristo entrará em sua vida, como prometeu.

Você fez esta oração agora? Sim ou Não? Faça a escolha certa, em quem verdadeiramente o ama e acredita em você.

Documentário sobre profecias bíblicas e não-bíblicas quanto a 21 de dezembro de 2012, considerada por muitos como "A Data do Juízo Final"


Você já ouviu falar das teorias sobre o fim dos tempos em 2012? Especulações à parte, é fato que há um fenômeno recente acerca da interpretação profética: Uma enxurrada de profecias está vindo à tona falando da fatídica data do solstício de inverno, conforme registram os maias, naquela que seria o fim de um gigantesco ciclo de calendários interligados. A grande questão em relação aos calendários maias é que os mesmos contém uma precisão espantosa acerca de eventos celestes séculos à frente, como a evolução do planeta Vênu bem como eclipses da lua. Isto tem alimentado outras teorias especulativas sobre as origens dos calendários maias e de sua fantástica astronomia.

Contudo, se observarmos a história "profética" secular, veremos alguns dados curiosos que são motivo, inclusive, de uma maior solidificação nos conceitos bíblicos para aqueles que já crêem na veracidade da Bíblia. O documentário a seguir, produzido pelo canal "The History Channel" mostra uma pesquisa do lado espiritual das elocubrações de "profetas" ao longo da História. Desligue sua televisão, reúna seus amigos (principalmente quem gosta do tema) e faça uma sessão na qual haverá, com certeza, ensinos oriundos do próprio Deus para as nossas vidas. Há alguns erros no documentário, alguns cortes inusitados. Penso, porém, que os tais não se constituem empecilhos insuperáveis ao bom entendimento dos assuntos que estão presentes.


Parte 1



Parte 2



Parte 3



Parte 4



Parte 5


Acima de quaisquer profetas humanos, contudo, está a Escritura Sagrada (Bíblia), cuja mensagem deve queimar nos corações daqueles que se dizem selados em Cristo Jesus, através da ação do Espírito Santo. Assim, nada pode substituir a Escritura. A transformação consiste nisso, e atrelada à mesma está a condição exposta pelo Senhor Jesus para a nossa própria salvação!! Moldemo-no santes de qualquer outra coisa, à Palavra imutável e renovadora que veio do próprio Deus para nós como um baluarte real de Verdade.

sábado, 13 de dezembro de 2008

Dia da Bíblia


O Dia da Bíblia é celebrado no segundo domingo de dezembro, que este ano cai no dia 14.

A palavra Bíblia é de origem grega = "rolo pequeno de papiro", diminutivo de Biblos = "folha de papiro preparada para a escrita". A palavra Bíblia foi usada pela primeira vez, pelo patriarca de Constantinopla: João Crisóstomo em 398 - 404 d.c. Portanto, a Bíblia é constituída de uma pequena biblioteca, que contém 66 livros, sendo que é dividida em VT (Antigo Testamento com 39 livros) e NT (Novo Testamento com 27 livros). Esses livros foram escritos num período de aproximadamente 1600 anos por mais de 40 autores diferentes, dos mais distintos e remotos lugares, e todos eles foram inspirados por Deus. Conforme está escrito: "Toma o rolo, o livro, e escreve nele todas as palavras que te falei... Jr 36.2 a". "Toda Escritura é inspirada por Deus... porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana, entretanto homens (santos) falaram da parte de Deus movidos pelo Espírito Santo" (II Tm 3.16 a e II Pe 1.21). Na Bíblia encontramos a revelação de Deus a toda humanidade, ao revelar que: "o único Deus e a Jesus Cristo, a quem Ele enviou" (Jo 17.3). Sendo as Escrituras a revelação de Deus, tanto o VT como o NT, são o Seu esforço de revelar a sua salvação, através de Jesus Cristo. Como alguém já disse:

"A Bíblia é Deus falando ao homem, é Deus falando através do homem, é Deus falando com o homem, é Deus falando a favor do homem, mas, é sempre Deus falando" (autor desconhecido).
Leia a Bíblia!



FRASES SOBRE A BÍBLIA


"Toda Escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça." 2Timóteo 3:16


"A Bíblia é o cetro pelo qual o Rei celestial governa sua igreja." João Calvino


"É melhor investir quinze ou vinte dólares, hoje, comprando uma Bíblia, do que gastar cem ou cento e cinqüenta dólares por hora, no escritório de um psiquiatra amanhã." Andrew Young


"O maior presente que Deus deu ao homem foi a Bíblia e a pureza das suas palavras." Abraham Lincoln


"Se eu a coloco (a Bíblia) abaixo de todos os livros, ela é a que mantêm todos eles, se eu a coloco no meio dos outros livros, ela é a coração desses livros, e se eu a coloco em cima dos outros livros, ela é a cabeça e autoridade de todos os livros em minha biblioteca." Rui Barbosa


"Eu estava fazendo uma revolução na força da guerra..., mas lendo as páginas deste livro (a Bíblia) descobri que Cristo fez uma revolução muito maior do que eu, sem violência e destruição, fez a revolução do amor e da liberdade espiritual mediante o sangue da sua cruz." Napoleão Bonaparte


"O caminho mais curto para entender a Bíblia é aceitar o fato de que Deus está falando em cada linha." Donald Grey Barnhouse


"Os escritores bíblicos não inventaram suas próprias palavras, de acordo com as coisas que haviam aprendido, mas apenas expressaram as palavras que receberam." John Owen


"A Bíblia parece uma orquestra sinfônica, tendo o Espírito Santo como seu maestro; cada instrumento foi trazido voluntária, espontânea e criativamente para tocar suas notas exatamente como o grande maestro queria, embora nenhum dos músicos pudesse ouvir a
música como um todo." J. I. Packer


"A Palavra de Deus está acima da igreja." Thomas Cranmer


A Palavra de Deus ou é absoluta ou é obsoleta." Vance Havner


"Há apenas uma única coisa realmente inevitável: é necessário que as Escrituras se cumpram." Carl F. Henry


"A Bíblia é o estatuto do reino de Deus." Ezekiel Hopkins


"Toda experiência precisa ser subordinada à disciplina das Escrituras." Erroll Hulse


"Nossa visão de Deus precisa ser controlada não pelo que vemos no mundo, mas pelo que a Bíblia nos autoriza a crer." Iain H. Murray


"Um simples cristão com a Bíblia na mão pode dizer que a maioria está errada." Francis Schaeffer


"A Bíblia, toda a Bíblia e nada mais do que a Bíblia, é a religião da igreja de Cristo." C. H. Spurgeon


"O homem verdadeiramente sábio é aquele que sempre crê na Bíblia contra a opinião de qualquer outro homem." R. A. Torrey


"Não há nenhuma palavra na Bíblia que seja extra crucem, que possa ser entendida sem referência à cruz." Martinho Lutero


"Da mesma forma como vamos até o berço tão-somente para encontrar um bebê, também recorremos às Escrituras apenas para encontrar Cristo." Martinho Lutero


"Quando você está lendo um livro em um quarto escuro e acha isto difícil, leva-o para perto de uma janela para receber mais luz. Da mesma forma, leve sua Bíblia a Cristo." Robert Murray M'Cheyne


"Jesus considerava-se a chave para as Escrituras, e estas a chave para ele próprio." J. I. Packer


"A divindade de Cristo é a doutrina-chave das Escrituras. Rejeite-a, e a Bíblia tornar-se-á um amontoado de palavras sem qualquer tema que lhe dê unidade. Aceite-a, e a Bíblia tornar-se-á uma revelação compreensível e ordenada de Deus na pessoa de Jesus Cristo." J. Oswald Sanders


"Aquele que tem o Espírito Santo no coração e as Escrituras na mão tem tudo de que precisa." Alexander MacLaren


"Se o Espírito Santo nos guia em tudo, Ele irá fazê-lo de acordo com as Escrituras, e nunca de maneira contrária a elas." George Muller


"Atribuirei todas as aparentes incoerências da Bíblia à minha própria ignorância." John Newton


"Deus escreve com uma pena que nunca borra, fala com uma língua que nunca erra, age com uma mão que nunca falha." C. H. Spurgeon


"Nossa fé é alimentada pelo que está claro nas Escrituras e testada pelo que é obscuro." Agostinho


"As Escrituras ensinam-nos a melhor maneira de viver, a mais nobre forma de sofrer e o modo mais confortável de morrer." John Flavel


"Não há diabo nos dois primeiros capítulos da Bíblia nem nos dois últimos. Graças a Deus por um livro que elimina o diabo!" Vance Havner


"A lei divina, da maneira como é vista pelo cristão, exibe liberdade, propicia liberdade e é liberdade. Robert Johnstone


"Enquanto outros livros informam e poucos reformam, só este livro transforma." A. T. Pierson


"A Escritura não é apenas pura, é também purificadora." William S. Plumer


"
Uma pedra preciosa daquele oceano vale todos os pedregulhos dos regatos da terra." Robert Murray M'Cheyne


"Se quando eu chegar ao céu o Senhor me disser: "Spurgeon, quero que você pregue por toda a eternidade", responderei: "Senhor, dá-me uma Bíblia - é tudo de que preciso". C. H. Spurgeon


"A Bíblia é uma mina de diamantes, um colar de pérolas, a espada do espírito; um mapa pelo qual o cristão navega para a eternidade; o roteiro pelo qual anda todos os dias; o relógio pelo qual acerta sua vida; a balança com a qual pesa suas ações." Thomas Watson


"Todo o conhecimento que você deseja ter está em um único livro: a Bíblia." John Wesley


"O cristão percebe que os dentes do tempo roem todos os livros, menos a Bíblia... Dezenove séculos de experiência a têm provado. Ela passou pelo furor da crítica que nenhum outro volume sofreu; suas verdades espirituais suportaram as chamas e saíram ilesas até do cheiro de queimado." W. E. Sangster


"Há dois temas dominantes na Bíblia: um é a narrativa da sedução do homem pelo pecado; outro é a salvação do homem por Cristo." S. Barton Babbage


"A Bíblia, como revelação de Deus, não tem a intenção de nos dar todas as informações que pudéssemos desejar nem de resolver todas as questões com as quais a alma humana vive perplexa, mas a de transmitir o suficiente para ser um guia seguro para o porto do descanso eterno." Albert Barnes


"A Bíblia é uma janela na prisão deste mundo, através da qual podemos olhar para a eternidade." Timothy Dwight


"Quero conhecer uma coisa: o caminho para o céu... O próprio Deus dignou-se a ensinar o caminho... Ele o escreveu em um livro. Oh, dá-me esse livro! A qualquer preço, dá-me o livro de Deus!" John Wesley


"A qualificação mais importante exigida do leitor da Bíblia não é erudição, mas, sim, rendição; não perícia, mas disposição de ser guiado pelo Espírito de Deus." Martin Anstey


"O homem que não está preparado para prestar obediência à Palavra de Deus não é capaz nem de ouvi-la corretamente. Por isso as parábolas tornam-se janelas para algumas pessoas e muros para outras." J. Blanchard


"Minha consciência é escrava da Palavra de Deus." Martinho Lutero


"Onde a Bíblia não tem voz, não devemos ter ouvidos." John Trapp


"Os praticantes da Palavra são os melhores ouvintes." Thomas Watson


"A Bíblia é entre os livros aquilo que Cristo é entre os homens." Anônimo


"Da mesma forma como Deus é a única pessoa santa, a Escritura é o único livro santo." William Gurnall


"A Bíblia é uma unidade, e esta unidade é tão clara que o Novo Testamento funciona como intérprete infalível do Antigo." Richard B. Gaffin


"As doutrinas da Bíblia não são isoladas, mas inter-relacionadas; portanto, o ponto de vista acerca de uma doutrina necessariamente afetará o ponto de vista aceito a respeito de outra." A. A. Hodge


A verdade de Deus sempre concorda consigo mesma." Richard Sibbes


"Encha seu coração e sua mente com a Palavra de Deus. Memorize versículo, de modo que você possa citar a passagem corretamente quando estiver em reuniões ao ar livre ou pregando para alguma pessoa. Ao fazer isso, estará lançando sementes no coração dela, as quais serão germinadas pelo Espírito Santo. Ele será capaz de trazer à sua mente aqueles textos que você memorizou um dia. Você precisa estar ensopado com a palavra de Deus, tão cheio dela que você mesmo seja uma carta viva, conhecida e lida por todos os homens. Os crentes são fortes apenas quando a Palavra de Deus habita neles." Smith Wigglesworth


"Evitemos ficar discutindo sobre a Palavra de Deus; vamos obedecê-la." Oswald Chambers


*Frases extraídas do e-book 'SABEDORIA: Breve Manual do Usuário', organizado por Sammis Reachers. Para baixar gratuitamente o livro, Clique Aqui.

Ser Cristão

É possuir a estrela da esperança
A luz da fé
E a caridade que “nos solda uns aos outros”
Como membros do corpo de Cristo...

Ser cristão é encontrar sempre a luz ao fundo do túnel
Através da capacidade de confiar, de sonhar,
De lutar e ter esperança, como fonte de energia...

Ser cristão é recomeçar cada dia
Como um sorriso de perseverança a brilhar no olhar
Cheio de ternura e de bondade
E com um coração repleto de sonhos da fraternidade...

Ser cristão é tender para a felicidade
Na mais profunda das buscas e aspirações...
É ser simples e humilde
Encontrando a sua razão de viver
No amor-doação
Reflexo carinhoso de Deus na terra dos Homens...

Ser cristão é ter lugar no coração para a humanidade
Consciente da presença de Deus
No seu espírito de serviço,
No seu semear calor humano, bem-estar e simpatia
Fruto de um coração luminoso...

Ser cristão significa estar atento e disponível,
Respirando confiança
Fazendo silêncio interior
Que dá um toque de eternidade...
E lampejos de infinito a cada dia...


Ser cristão...

É ser esperança.

É ser amor.

É ser serviço.

É acolher e perdoar.

É saber comunicar com qualidade.

É ser o sal da terra e a luz do mundo.

É lutar.

É ler e crescer.

É investir na prática do bem (sem olhar a quem).

É ser partilha e doação.

É distribuir sorrisos, optimismo,

Justiça e alegria de viver.

É viver a oração na vida...

E a vida na oração.

É ser polo de concórdia, de união, de comunhão.

É encontrar a inefável alegria de viver.

É encontrar em Cristo Ressuscitado, vivo e actuante

A razão de viver...

...o sentido para a vida

...e a meta de toda a sua existência...


Ser cristão

É acreditar que formamos

Um universo único

No qual tudo está ligado...

Numa só vida...

Numa só comunhão...

É acreditar e conceber o mundo

Como um todo unificado e indivisível

Que consiste numa extremamente complexa

Rede de relações dinâmicas

Mergulhadas num oceano de vida.


Ser cristão

É dar as mãos aos outros

Sem mentiras e falsidades

Sabendo que o amanhã

Depende da nossa resposta de hoje...


autor desconhecido
Related Posts with Thumbnails